Alergia medicamentosa – aprenda como evitar e tratar.

Você está com febre e decide tomar um medicamento que sempre solucionou sua enfermidade. Mas, eis que em um dia, após ingerir o remédio, seus olhos e lábios incham e sua respiração é dificultada. O que fazer? Você agora está incluído em mais um caso de alergia a remédios ou alergia medicamentosa.

Um remédio pode causar alergia, mesmo após sendo usado durante um certo período de tempo. Por isso, no exemplo dado acima, a pessoa apresentou sintomas alérgicos a um remédio que já era utilizado. Quando uma alergia medicamentosa é manifestada, deve-se procurar qual o agente responsável para evitar ingerir outros remédios que o incluem em sua composição.

Continue a leitura e saiba as causas e os sintomas de alergias provocadas por remédios

 

CAUSAS

Uma alergia medicamentosa é causada quando o sistema imunológico reconhece um remédio como um agente invasor. Na lista dos medicamentos que apresentam mais casos de reações alérgicas estão os anti-inflamatórios e os analgésicos.

 

SINTOMAS

A alergia medicamentosa pode se apresentar de forma leve, moderada e grave.  Os efeitos podem ser manifestados através de reações:

  • Imediatas = manifestam-se em um período de tempo inferior a duas horas após a ingestão do remédio;
  • Aceleradas = manifestam-se até 48 horas após a ingestão do remédio;
  • Tardias = manifestam-se após 48 horas da ingestão do remédio.

Os sintomas mais comuns das reações são: urticária, asma, rinite, anemia, febre, coceira, sudorese, vermelhidão, tosse, diarreia, fraqueza, tontura, dores

 

TIPOS

As reações alérgicas são classificadas em quatro categorias. Cada tipo de reação provoca uma resposta diferente no organismo:

  • Reações mediadas por anticorpos alérgicos (IgE) = ocasionam, entre outras reações, casos de náuseas, vômitos e coceiras;
  • Reações por anticorpos anticelulares (IgG) = podem gerar casos de anemia;
  • Reações por imunocomplexos = provocam inflamações e problemas renais;
  • Reações imunológicas tardias mediadas por células = ocasionam dermatite de contato.

 

PREVENÇÃO

Para evitar uma alergia medicamentosa, é necessário ler as informações presentes na bula sobre a composição do medicamento e suas reações adversas. Outras recomendações também são válidas como não ingerir medicamentos sem orientação médica, saber se o remédio tem algum componente presente em um medicamento que já provocou alergia, avisar à família, às pessoas de convívio próximo e aos profissionais de saúde antes de consultas médicas as alergias existentes e não tomar dois medicamentos com uma distância pequena de tempo.

 

Se a alergia ocorrer de forma simples, através de coceiras, é possível solucioná-las com o uso de roupas que não aumentem a irritação ou com a limpeza do local por meio de banhos e compressas. No entanto, se a alergia medicamentosa ocorrer de forma mais grave, é necessário procurar ajuda médica imediatamente.