Saúde da mulher: esclareça as suas dúvidas sobre a endometriose

Tempo de leitura: 2 minutos

Algumas mulheres sofrem bastante com dores e cólicas intensas, chegando até mesmo a desmarcar seus compromissos. As fortes cólicas podem ter relação com diversas enfermidades, entre elas, a endometriose, uma doença crônica que pode causar a infertilidade. Por isso, é importante que as informações sobre a doença sejam disseminadas, pois existem mulheres que nem sabem o que é a endometriose. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue lendo este texto e esclareça as suas dúvidas sobre a endometriose! 

 

Dúvidas sobre a endometriose 

O que é a endometriose?  

Antes de entender o que é a endometriose, é necessário saber que o endométrio é um tecido que envolve a parte interna do útero.  

O útero se prepara todo mês para uma possível gestação e, caso ela não aconteça, o endométrio é descamado e eliminado por meio da menstruação. Contudo, às vezes, esse fluxo acontece de maneira irregular, quando as células do endométrio caem na cavidade abdominal, ou seja, não são expelidas na menstruação e fazem um trajeto retrógrado. Esse fluxo anormal caracteriza a doença ginecológica crônica chamada de endometriose. 

A presença do tecido endometrial em lugar não habitual provoca a proliferação de células e o acesso irregular a outros tecidos e órgão do corpo, como o ovário, bexiga e ligamentos uterinos, causando, assim, processos inflamatórios. 

 

Quais são os sintomas da endometriose? 

É importante ficar atenta aos sintomas do seu corpo para a facilitação de um diagnóstico precoce, confira os sintomas frequentes: 

  • Sangramento irregular; 
  • Cólica menstrual intensa; 
  • Dificuldade para engravidar; 
  • Dores durante e após as relações sexuais;  
  • Dores para evacuar e urinar durante o período menstrual; 
  • Complicações urinárias; 
  • Dores abdominais; 
  • Transtornos intestinais. 

 

Causas e diagnóstico da endometriose 

As causas para o surgimento da endometriose ainda não estão totalmente esclarecidas, porém fatores genéticos, ambientais e imunológicos podem influenciar no desenvolvimento da doença. O diagnóstico da endometriose acontece geralmente pela faixa etária dos 30 anos e, caso ele não seja feito precocemente, a mulher pode tornar-se infértil. Então, procure o seu médico quando persistirem alguns dos sintomas mencionados, e redobre os seus cuidados se na sua família já existir um histórico da doença.  

Alguns dos exames que auxiliam no diagnóstico da endometriose são a ultrassom transvaginal, ecocolonoscopia, ressonância magnética pélvica e o toque vaginal.  

 

Tratamento da endometriose 

O tratamento pode ser medicamentoso, melhorando os sintomas da doença, ou cirúrgico, por meio da vídeolaparoscopia, dependendo do caso da paciente. Não hesite em marcar uma consulta com seu ginecologista para tirar as suas dúvidas e para a garantia de um diagnóstico preciso! 

 

Você tem alguma outra dúvida sobre a endometriose? Deixe seu comentário abaixo!