O que é bócio? Entenda a doença

Tempo de leitura: 2 minutos

Você já ouviu falar em bócio? Também sendo chamado de papeira ou papo, o bócio é uma doença resultante de um crescimento atípico da glândula tireoide, manifestado na parte frontal do pescoço, ou seja, a doença consiste no aumento da tireoide. A doença tem uma predominância maior em mulheres com idade abaixo dos 40 anos, mas, atenção, esse fator não isenta seu surgimento em homens e mulheres de outras idades. 

Após a lei brasileira que regulamentou o processo de iodação do sal de cozinha, os registros de casos de distúrbios por deficiência de iodo diminuíram em nosso país. No entanto, apesar dessa diminuição, torna-se ainda importante uma conscientização sobre a doença e suas complicações. 

Acompanhe o nosso texto e entenda mais o que é bócio, as causas, sintomas e tratamento da doença! 

 

Causas  

A carência de iodo está entre as causas mais conhecidas para o surgimento do bócio, mas também, em outras ocasiões, a doença está associada ao hipotireoidismo (produção insuficiente de tireoide) ou ao hipertireodismo (produção excessiva da tireoide), apresentando sintomas referentes a um ou outro. Doenças autoimunes, infecções e tumores também ocasionam o surgimento do bócio.  

As doenças de Graves e de Hashimoto também são causadoras do bócio. Enquanto a primeira é responsável pelo excesso de produção da tireoide, a segunda provoca uma produção insuficiente da glândula. 

 

Sintomas 
  • Inchaço na parte frontal do pescoço;  
  • Desconforto; 
  • Dificuldade para engolir; 
  • Dificuldade para respirar; 
  • Tosse; 
  • Rouquidão; 
  • Produção excessiva ou insuficiente dos hormônios T3 ou T4. 

 

Caracterização  

O bócio é caracterizado e identificado pelo seu crescimento ou tamanho.   

  • Em relação ao crescimento, o bócio pode ser.  

Bócio nodular = quando apresenta um ou vários nódulos; 

Bócio difuso = inchaço aparente em toda a tireoide. 

 

  • Em relação ao tamanho, o bócio pode ser enquadrado nas categorias de pequeno a grande.  

 

Identificação e tratamento 

Exames laboratoriais, exame físico e ultrassonografias fazem parte dos procedimentos identificadores da doença. Os resultados da dosagem dos hormônios T3 (tiroxina), T4 (tri-iodotironina) e TSH são utilizados para a identificação dos níveis da doença. Então, não hesite em fazer esses exames se o seu médico solicitar. 

O tratamento do bócio depende de suas circunstâncias, ou seja, origens, tamanho e sintomas. Por essas razões, torna-se importante um acompanhamento médico para a identificação e monitoramento da doença. 

O tratamento medicamentoso, a suplementação de iodo e a terapia com iodo radioativo são utilizados e, dependendo do caso e da recomendação médica, a cirurgia poderá ser indicada para a melhoria do estado de saúde do paciente. O consumo de alimentos que contêm iodo, como os frutos do mar, faz parte das medidas de tratamento da doença. 

 

Você tem outra dúvida sobre a doença? Deixe o seu comentário abaixo!